A TIPS 4Y utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de cookies. O que são cookies

ACEITAR COOKIES

Benefícios da Inteligência Artificial no futuro dos negócios auto

Tecnologia

Saiba em tempo real as necessidades do mercado

Saber Mais

Hoje, muitos dos processos que requerem a identificação de viaturas são feitos de forma muito mais expedita e precisa, com o auxílio de inteligência artificial e realidade aumentada, através de fotografias ou vídeos em tempo real.

 

Exemplo disso é a APP para identificação automática de viaturas através da matrícula, utilizando a câmara do dispositivo móvel, que a TIPS 4Y disponibiliza e acaba de apresentar na World Shopper Conference 2019. O processo de identificação da viatura torna-se assim mais ágil e permite dar seguimento a outros processos, nomeadamente de orçamentação e informação técnica.

 

A celeridade, agilidade e mobilidade da solução são fatores de diferenciação que potenciam a experiência de utilização. Mas estes fatores só terão verdadeiro valor quando associados a um parceiro que se distingue pela qualidade dos dados auto que oferece e pela inteligência que coloca sobre os mesmos.

 

E é nesta adequação do negócio a um novo perfil de utilizador, muito centrado na experiência, que a tecnologia é utilizada como meio e não como um fim em si mesmo. O grande desafio é construir modelos de colaboração com os clientes que lhes aporte valor, valor esse que, após percepcionado, será retribuido ao próprio negócio através de sugestões de melhoria ou através de promoção.

 

 

Exemplos de como a inteligência artificial será aplicada nos negócios auto

 

As aplicações de Machine Learning e de Inteligência Artificial ao mundo automóvel têm sido uma verdadeira onda de inovação e de criação de valor, que poucos estão a explorar, não aproveitando as oportunidades de melhoria que tais tecnologias potenciam.

 

Eis alguns cenários de Inteligência Artificial aplicada aos negócios auto:

 

  • O processo negocial com um distribuidor de peças passa a ser feito de forma automática por um algoritmo, com base nas condições de serviço. O que significa que uma oficina consegue negociar em simultâneo com todos os distribuidores e fabricantes, obtendo num segundo o que hoje lhe levaria 1 dia de pesquisa, troca de emails e telefonemas.

 

  • Um fabricante conseguirá medir em tempo real as necessidades do mercado para as várias peças, sabendo as quantidades disponíveis e a sua localização na rede de retalho/distribuição, o que lhe permite prever quais as necessidades para o dia seguinte ou para a próxima quinzena. A título de exemplo, consegue estimar com precisão que ter 10 peças a mais em stock tem um custo financeiro menor que o custo de oportunidade de ocorrer stock out nos próximos dois dias.

 

  • Para um profissional do comércio de peças será possível reduzir praticamente a zero todo o tempo que hoje é gasto a procurar a melhor combinação de preço e serviço, a contactar fornecedores, a negociar preço e serviço, a recolher e distribuir peças.

 

  • Segundos depois de um acidente ocorrer já será possível saber a sua gravidade, as peças necessárias para substituição/reparação, o custo associado, o tempo de imobilização, a melhor oficina para proceder à reparação, o custo imobilizado, o valor estimado do salvado...

 

  • As decisões de mantenção já não se baseiam em pressupostos gerais para todos os veículos de um mesmo modelo e idade (a cada 20 000 km, ou 2 anos, ...), mas sim de forma personalizada para cada veículo, com base na sua utilização e sabendo que esta varia com o tempo. Exemplo: à data de hoje, o seu veículo precisa de fazer a manutenção das peças A, B e C  no próximo dia 27, estando já agendada a intervenção entre as 10h10 e as 10h30, na oficina X.

 

 

Qual o impacto da inteligência artificial nos atuais modelos de negócio auto

 

O impacto da inteligência artificial no retalho, na manutenção e na reparação, irá alterar profundamente os atuais modelos de negócio, ainda muito resistentes à inovação nos processos. Esta alteração não implica que a tecnologia irá substituir tarefas realizadas por humanos.  Mas conforme passemos a ter muitas das acções e decisões automatizadas por processos e algoritmos, os humanos passarão a estar disponíveis para analisar o negócio de outra forma, procurando mais valor em áreas que hoje podem não ser óbvias.

 

Os algoritmos são excepcionais a processar grandes quantidades de informação, a detectar padrões, a fazer estimativas, e fazem-no imensamente mais rápido e de forma mais precisa que os humanos. Mas por sua vez, os humanos são imensamente melhores a analisar o todo, a compreender as várias facetas de um mesmo problema e em encontrar novas abordagens.

 

O trabalho monótono e repetitivo deixemo-lo para as máquinas, e foquemo-nos na inovação, criatividade e negociação que fazem de nós humanos algoritmos imbatíveis.

 

Em colaboração com Vasco Jesus, CEO da Mind Over Data

 

 

Tecnologia . 31 mai. 2019

Subscreva o Blog Tips 4Y

Não perca nenhum dos nossos artigos! Subscreva a nossa newsletter e tenha acesso a informação valiosa sobre viagens, dados e tecnologia.

Artigos Relacionados

Carros Autónomos: Inteligência artificial sobre rodas

Graças aos avanços da Inteligência Artificial, os carros autónomos são já uma realidade mais próxima nas ruas das cidades.

Saber Mais

Autorola: A revolução do big data no mercado de carros usados

O big data e a utilização de dados permitiu criar soluções inovadoras que estão a revolucionar a forma como se compram e vendem carros, no mercado de usados.

Saber Mais

Benefícios da eco-condução aliada a soluções de dados auto

A eco-condução, aliada a soluções de dados auto, é fundamental para minimizar o desgaste dos veículos com impacto na redução de custos. Fundamental na gestão de frotas.

Saber Mais

subscrever  blog