A TIPS 4Y utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de cookies. O que são cookies

ACEITAR COOKIES

A importância da telemática para o mercado de seguros automóveis

Tecnologia

Planos ajustados ao condutor e soluções com base na manutenção preditiva: impacto dos dados no negócio das seguradoras!

Saber Mais

Tiago Fraústo

“Adequar os produtos e serviços às reais necessidades dos clientes” é a principal mudança que a tecnologia da telemática representa no mercado de seguros automóveis. A afirmação é de Tiago Fraústo, Strategy and Business Development Manager da Seguro Directo, que realça a revolução e a importância da telemática para o mercado de seguros.

 

Tratar cada cliente de forma personalizada e oferecer produtos de acordo com o seu perfil é a grande mudança que esta tecnologia proporciona aos serviços oferecidos pelas seguradoras. Atualmente, sem acesso a tecnologia deste tipo, as seguradoras tratam os clientes todos por igual e oferecem soluções padronizadas, sem ter em conta o comportamento individual de cada pessoa ao volante.

 

 

Para que um novo cenário seja possível, o segredo está na conjugação da telemática com as soluções de dados auto. Através da telemática, é possível recolher informações sobre o comportamento do condutor e dados da viatura para determinar o grau de risco. Mas não é só. Além de oferecer uma melhor aferição do risco – atribuindo um custo mais justo –, esta tecnologia permite “desenhar serviços que atendam efetivamente às necessidades específicas dos clientes, passando de um racional de "mass market" para um de "one-to-one”, assinala Tiago Fraústo. Deixa apenas um alerta relacionado com a obrigação regulamentar e ética, que é o de esclarecer os clientes sobre os dados que irão partilhar.

 

 

O aumento da importância da telemática no mercado português

 

No mercado português, a importância da telemática é cada vez mais percecionada pelas seguradoras, mas ainda não é possível encontrar nenhuma solução integrada. Começaram a surgir exemplos de serviços que procuram explorar esta tecnologia. Exemplo disso é a Ok! Teleseguros que, em 2010, lançou um serviço que funciona através da telemática e da georreferenciação, facilitando a recolha de dados estatísticos sobre os hábitos de condução. Mais recentemente, a Fidelidade lançou uma app em conjunto com a Brisa, que recorre à telemática para permitir aos condutores melhorar o desempenho ao volante e reduzir custos.

 

Ainda assim, estes são casos isolados de serviços. “Existem algumas incursões pelo tema da telemática no mercado português, mas ainda não há uma clara e forte aposta no segmento”, refere o especialista da Seguro Directo, salientando que “aquilo que se encontra são, acima de tudo, soluções isoladas e pouco integradas em ecossistemas, logo, pouco relevantes para os clientes”. A própria Seguro Directo está a fazer uma análise ativa para a introdução de serviços de seguros baseados na telemática e Tiago Fraústo tem uma certeza: “novas soluções irão surgir brevemente no mercado”. Esta convicção fundamenta-se no facto de esta tecnologia ser cada vez mais acessível e na crescente procura dos clientes por outras alternativas à normal apólice de seguro.

 

 

Os planos de seguros automóveis do futuro

 

Novos cenários vão-se desenhando para o futuro. As seguradoras pretendem oferecer “um plano de seguro ajustado ao uso que efetivamente [um consumidor] dá à sua viatura”, assinala Tiago Fraústo. E é aqui que se destaca a importância da telemática: possibilita a criação de soluções que relacionam o custo do seguro com o tipo de condução – de maior ou menor risco – e/ou a maior ou menor utilização do veículo.

 

Além disso, a telemática permite que as seguradoras ofereçam um conjunto de serviços que ajudam os clientes a cuidar melhor das suas viaturas, contribuindo ativamente para a redução do risco de acidentes, segundo Tiago Fraústo. Neste campo, entram as soluções ativas com base na manutenção preditiva, permitindo avisar os clientes quando a bateria se encontra em final de vida ou uma peça apresenta maior desgaste. Assim, conclui, estas soluções vão “direcionar o cliente para a solução do problema antes que o mesmo se agrave e represente um perigo para o condutor”.

 

 

Tecnologia . 05 nov. 2019

Subscreva o Blog Tips 4Y

Não perca nenhum dos nossos artigos! Subscreva a nossa newsletter e tenha acesso a informação valiosa sobre viagens, dados e tecnologia.

Artigos Relacionados

Bosch: A tecnologia das peças automóveis aliada ao futuro da mobilidade

A Bosch pretende desafiar os limites da inovação e está a desenvolver novas soluções que vão moldar a mobilidade do presente e do futuro

Saber Mais

Carros Autónomos: Inteligência artificial sobre rodas

Graças aos avanços da Inteligência Artificial, os carros autónomos são já uma realidade mais próxima nas ruas das cidades.

Saber Mais

Autorola: A revolução do big data no mercado de carros usados

O big data e a utilização de dados permitiu criar soluções inovadoras que estão a revolucionar a forma como se compram e vendem carros, no mercado de usados.

Saber Mais

subscrever  blog