A TIPS 4Y utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de cookies. O que são cookies

ACEITAR COOKIES

O que mudou na gestão das pessoas? Os desafios de uma nova era.

Tips Talks

Saber Mais

 

 

 

                  

 

TIPS Talks com Jorge Cancella de Abreu

Managing Partner da TeamUp

Jorge Cancella de Abreu é o nosso convidado para uma conversa muito inspiradora que contribui para uma visão muito atual na área da gestão de pessoas, gestão de talento e cultura organizacional. Que novos desafios, tendências e ambições enfrentamos? E como as empresas se estão a preparar para esta nova era?

Este é o tema do nosso Tips Talk.

 

 

Mas antes, venha daí conhecer o Jorge Cancella de Abreu.

O nosso convidado deste Tips Talk dedicado à gestão das pessoas é Jorge Cancella de Abreu, Managing Partner da TeamUp com um percurso profissional que começou essencialmente na área comercial e acabou por convergir para a área das pessoas, onde o foco do trabalho que desenvolve e do propósito da sua empresa é essencialmente na área do desenvolvimento das pessoas, nas equipas e nas organizações. Hoje é consultor nesta área em muitas empresas, nomeadamente no setor automóvel.

 

 

  O que ambicionam as novas gerações? Que propósito que as move?

 

As novas gerações é um desafio. São gerações que se habituaram a crescer a jogar. Nós nas empresas temos que perceber isso, que elas gostam de desafios, gostam de ser elas a participar. Ver o jogo dos outros pode ter algum interesse mas o gozo é serem elas a jogar e não gostam de estar sempre no mesmo nível porque gostam de ir passando de níveis. Quando estão algum tempo no mesmo nível isso deixa de ter interesse. E é verdade! Portanto andam à procura de outros desafios.

 

 

 

  A pandemia foi catalizadora desta mudança?

 

Eu acho que simplesmente acelerou o processo, passando-se a valorizar a vida pessoal de cada um e as pessoas passaram a viver mais a parte familiar e a dar muito mais importância à família, à esfera pessoal.

 

O tema da felicidade passou verdadeiramente a estar na ordem do dia. E muito bem! Até pelas razões económicas. Está estudado que uma pessoa feliz produz o triplo. E portanto há quem diga "eu prefiro uma pessoa feliz do que ter três infelizes". Para já produz muito mais do que as outras e gera muito melhor ambiente, portanto essa preocupação das empresas de como é que tu te sentes, como é que tu estás, qual é o equilíbrio que as pessoas têm, é fundamental.

 

 

  O que as empresas devem implementar como boas práticas?

 

De referir que a nova geração precisa de mais feedback. E portanto deve-se falar com regularidade, perceber a pessoa como pessoa. Outro aspeto muito importante é a avaliação de desempenho, que não é um julgamento do passado, é uma base de desenvolvimento do futuro.  Eu no passado já não posso mexer. A avaliação não é um julgamento. É uma oportunidade para a pessoa se desenvolver. É um ponto de partida para o futuro. 

 

Eu acho que nós temos que ter estes dois vetores. Pessoas que desenvolvem a empresa porque a empresa desenvolve as pessoas. É uma relação bilateral. E há uma mudança que eu considero também bastante interessante, o Empower Branding, como se fala hoje em dia. Eu tenho que "vender a minha empresa" para atrair talento e desenvolver esse talento. E fala-se muito em salário emocional, que é tudo o que não é dinheiro, mas contribuiu para a felicidade e para o desenvolvimento da pessoa: os horários flexíveis, o ambiente ou a cultura. E cultura acho que ainda não está muitas vezes a ser bem trabalhada na maior parte das empresas. Eu tenho de semear aquilo que vou colher.

 

 

  Um conselho prático para as empresas em 2023

 

Eu estava a ssistir ao World Economic Forum sobre Skills onde diziam que "Life Long Learning" é muito mais importante do que aquilo que você aprendeu na faculdade. Ou nós nos atualizamos e atualizamos os nossos colaboradores e desenvolvemos, e eles sentem desafios, sentem que estão atualizados ou amanhã estamos completamente fora, porque a evolução tecnológica, a evolução das novas gerações, a evolução de formas de pensar, o agile, o design thinking, são tudo coisas novíssimas que quando estive na faculdade não aprendi nada disso.

 

 

 

  Que tendências estão a surgir com impacto nas organizações?

 

O "quiet quitting". As pessoas dizerem assim, eu sou pago para trabalhar até às 6 da tarde e portanto a partir das 6 da tarde vou-me embora. Pessoas que não estão dispostas a trabalhar ao fim de semana, não estão dispostas a abdicar da sua vida pessoal. 

 

As pessoas ganharam muito força neste momento com a  pandemia no sentido que querem ter na sua vida e a empresa ou contribui para o sentido da vida ou então mudam, vão para o outro lado. E daí a importância de termos uma cultura que verdadeiramente motive as pessoas.

 

É importantíssimo ter as pessoas motivadas, ter as pessoas a sentirem-se desafiadas, a participarem nas suas decisões e a serem ouvidas nas suas decisões. É ter um sentido de pertença que eu estou a sentir que, com o teletrabalho se está a perder.

O híbrido vai ser de certeza o futuro.

 

 

LINK PARA ACEDER À VERSÃO COMPLETA DO TIPS TALK

 

Tips Talks . 21 dez. 2022

Subscreva o Blog Tips 4Y

Não perca nenhum dos nossos artigos! Subscreva a nossa newsletter e tenha acesso a informação valiosa sobre viagens, dados e tecnologia.

Artigos Relacionados

O que mudou na gestão estratégica do modelo de negócio do Pós-Venda?

Dário Afonso, Managing Director da AutoCoach Management, foi o convidado do 2º episódio da TipsTalk. Saiba quais os grandes desafios do futuro no negócio do pós-venda.

Saber Mais

O potencial analítico do DataDrive para as oficinas do pós-venda automóvel

Uma conversa com Allan Souza sobre as potencialidades que as oficinas do pós-venda automóvel podem explorar através da capacidade analítica da plataforma DataDrive.

Saber Mais

Auto Delta, uma parceria de sucesso com a TecDoc e a Tips4y

Entrevista com Marcelo Silva - Chief Operations Officer da Auto Delta sobre a indústria, desafios do e-commerce e os benefícios da colaboração com a TecDoc.

Saber Mais